Para construir um país forte

Projeto político para o país deve ser socialista e enfrentar a elite

JUSTIÇA SOCIAL

No mesmo dia em que a seleção brasileira sofreu a derrota acachapante para a Alemanha, o país teve uma perda imensamente maior. Morreu Plínio de Arruda Sampaio, um dos maiores símbolos da resistência e da luta popular no Brasil.

Plínio foi um sobrevivente de grandes combates. Defensor ativo das reformas de base propostas por Jango, que poderiam ter dado um outro rumo ao país, foi cassado e perseguido pelo golpe que as abortou em 1964. Teve a honra de estar na lista dos cem primeiros cidadãos com direito político cassado pelo Ato Institucional número 1 (AI-1).

Figurou nessa lista ao lado de gente como Luiz Carlos Prestes, Francisco Julião (dirigente das Ligas Camponesas) e do próprio Jango, dentre outros grandes nomes que defenderam os interesses populares contra o golpe militar.

Nesta época havia sido o relator do projeto de reforma agrária do governo Jango, uma das grandes reformas preconizadas então. Homem coerente, manteve durante toda a vida este compromisso fundamental. Com a reforma agrária em especial, tendo sido sempre um aliado de primeira hora do MST. Mas também com todas as reformas estruturais que permanecem pendentes no país.

No caso da reforma urbana, que hoje está em voga pelo agravamento das contradições nas cidades, Plínio foi sempre um grande aliado. Visitava frequentemente ocupações do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), prestando solidariedade e apoio político.

Escreveu inúmeros artigos e fez intervenções na campanha presidencial de 2010 na defesa de uma política de desapropriação de terrenos urbanos ociosos e de investimentos para habitação popular.

Com a notícia de seu falecimento, surgiu uma questão: que homenagem nós, dos movimentos populares, poderíamos fazer ao mestre Plínio de Arruda Sampaio?

E a resposta veio, inequívoca. Nossa mais legítima homenagem será aprofundarmos a luta para a realização do projeto político pelo qual Plínio combateu, como poucos, ao longo de sua trajetória. Aliás, tornando-se mais radical à medida que o tempo passava e desmentindo a ideia de que ninguém permanece de esquerda após os 60. Ficar velho não é virar velhaco – disse ele sobre isso.

Socialismo e reformas

O projeto é socialista, ele não tinha medo em dizer. Nem nós devemos ter. Projeto que representa um enfrentamento direto com a elite brasileira e seus representantes políticos. Que implica em mudanças estruturais no modo de organização da sociedade.

A defesa das reformas estruturais populares que o capitalismo brasileiro foi e permanece sendo incapaz de realizar precisa voltar à agenda política. Tomemos a agenda das reformas de Jango: reformas agrária, urbana, tributária e política. Haverá programa mais atual do que este?

A reforma urbana é uma demanda gritante diante do caos das metrópoles provocado pelo predomínio do setor imobiliário e de seus interesses privados sobre a política pública de habitação, mobilidade, infraestrutura e serviços. É urgente reverter a lógica de segregação que expande as periferias, jogando milhares em regiões precárias, além de aumentar os deslocamentos urbanos.

Ilha Bela 1 Ilha Bela 2 Ilha Bela 3 Ilha Bela – Cubatão

Já a reforma agrária é condição para enfrentar o atraso no campo brasileiro. A estrutura agrária patrimonialista ainda mantém ociosas muitas terras agricultáveis no país, além de focar a produção do agronegócio em monoculturas para exportação.

Isso se evidencia quando analisamos os dados da agricultura familiar no país: mesmo tendo apenas 24% das terras, responde por mais de 70% dos alimentos consumidos no mercado interno. Ou seja, a mudança nesta estrutura produziria imensos ganhos sociais, a começar pelo barateamento do custo dos alimentos para a população.

Por sua vez, a necessidade de uma reforma tributária é evidente quando consideramos que quem ganha menos que dois salários mínimos de renda paga 49% de sua renda em impostos, mas aqueles que ganham mais de 30 salários pagam somente 26%.

Ou seja, a estrutura tributária do Brasil é regressiva. Os mais ricos pagam proporcionalmente menos, sem falar da sonegação. Plínio já defendia desde os anos 1960 uma reforma tributária progressiva, na qual os ricos paguem mais, e os pobres, menos. Sistema tributário deve ser também ferramenta de distribuição de renda.

No caso do sistema político, nem é preciso gastar muitas palavras. O descrédito popular é generalizado. O atual sistema político caducou e não representa os anseios populares.

Embora não seja suficiente, uma reforma política que acabe com o financiamento privado de campanhas eleitorais é urgente e necessária.

Se somarmos a essas grandes reformas, defendidas pelo velho Plínio há mais de 50 anos, temas como o da dívida pública, da democratização dos meios de comunicação e da desmilitarização da segurança pública – todos eles também bandeiras de Plínio – temos as bases de um programa popular e socialista.

Defendê-lo nos debates e nas ruas é a maior homenagem que podemos oferecer ao incansável combatente Plínio de Arruda Sampaio.

Guilherme Boulos é dirigente do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto.

Muito eu tenho a lhes dizer e quase nada tenho a contar dos amargurados dias terrestres. Os sopros frios da adversidade, em toda minha existência, perseguiram-me através das estradas do destino, e a fé em vossa complacência e misericórdia meu Deus lhe foi sempre a única âncora de salvação, no oceano de minhas lágrimas por onde passava o barco miserável de minha vida. Trabalhei com o esforço poderoso das máquinas e fui colaborador desconhecido do bem-estar dos afortunados da Terra. Nunca recebi compensação digna do meu trabalho e consumi no holocausto à coletividade e à família… Entretanto, Senhor, ninguém conheceu as tempestades de lágrimas do meu coração afetuoso e sensível, nem as dificuldades dolorosas dos meus dias atormentados no mundo. Vivi com a fé, morri com a esperança e o meu corpo foi recolhido pela caridade de mãos piedosas e compassivas, que me abrigaram na sepultura anônima dos desgraçados…

                                                                    espírito de Jean Carlos – estivador

A atuação do governo dos trabalhadores para aquela que deveria ser um de seus alvos primordiais, a distribuição de renda, não passa, ademais, de algo “raso, superficial e circunstancial”, visto não incidir na distribuição da renda funcional (salários versus renda do capital) e da riqueza. A crise no Brasil tem profundas causas estruturais. Por exemplo, a vulnerabilidade externa estrutural do Brasil é muito elevada e, portanto, o país é muito afetado pela desaceleração do comércio internacional e a volatilidade dos fluxos financeiros internacionais. Países como a China se protegem com elevados níveis de competitividade internacional e baixa dependência em relação a recursos financeiros externos. No Brasil, por outro lado, esses riscos são particularmente elevados porque o país depende significativamente da exportação de produtos básicos (minério de ferro, carne, soja e outros) e da captação de recursos externos para sustentar seu crescente e elevado déficit nas contas externas (as transações comerciais, de serviços e financeiras com os outros países). Ou seja, a despesa do Brasil em moedas estrangeiras é maior do que a receita. Em 2013, o país precisou captar US$ 81 bilhões para fechar suas contas externas. Portanto, há crescente risco de crise cambial, que tende a causar crises financeira, real e fiscal, bem como maior inflação. Não podemos esquecer que o passivo externo brasileiro supera US$ 1,5 trilhão. Ou seja, nas contas externas há extraordinários desequilíbrios de fluxos e estoques.

Voto Nulo é Voto de Protesto – 00 e confirma. Votar  não poderia ser obrigatório, mas sim facultativo como nos Estados Unidos. Antes de votar precisamos se politizar para cobrarmos o dinheiro dos nossos impostos em melhorias reais para a nossa sociedade. Todos pagam impostos por isso tem o direito de fiscalizar e cobrar, mesmo que o seu candidato não ganhe. A indagação ou questionamento fez o homem sair das cavernas. A falta de politização está levando o homem de volta para as cavernas das ignorâncias

VEJAM

BARRABÁS – A falta de politizaçãohttp://escolasensitivista.blogspot.com.br/2011/07/barrabas.html

CARÊNCIA AFETIVAhttp://escolasensitivista.blogspot.com.br/2011/07/carencia-afetiva.html

EXPURGAÇÃOhttp://escolasensitivista.blogspot.com.br/2011/07/expurgacao.html

Deus não é um Ser Sobrenaturalhttps://ed10alemao.wordpress.com/2011/03/14/deus-nao-e-um-ser-sobrenatural/  

 

3ª Guerra Mundial

 

Anúncios

Sobre lepalemao

Eu sou o maior filósofo do séc. XXI, desculpa a modéstia, estou implantando a Escola do Sensitivismo. A Filosofia é a Ciência/Arte/Dom que explica a natureza humana. Ela precede a religião; onde tudo começou. E, no entanto, dão mais valor a religião do que a própria Filosofia. O Sensitivismo é a orientação que revela o Dom de Sentir, no qual, nós todos possuímos. Somos como baterias ou pilhas, recebemos energias e transmitimos. Se, recebermos energias boas, transmitiremos energias boas. Daí o cuidado de se preocupar com o Espírito, que são nossos valores em que acreditamos. Quando vem uma energia ruim, que abala nosso espírito (valores), ocorre a perturbação psicológica. A paz só se consegue com o respeito mútuo. Respeite para ser respeitado. O que os sentidos (visão, olfato, audição, paladar, tato, sensação) captam, o coração sente. Aí está a essência do ser humano. Vigiai-vos.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Para construir um país forte

  1. hudson disse:

    Sexta 15:19
    Aécio e seu padrinho político Fernando Henrique. Por que ele esconde FHC de sua campanha

    (após cada capítulo há links para comprovar as denúncias)

    CENSURA

    1- Censurou a parte da imprensa mineira que ousou denunciar esquemas de corrupção quando governador de MG.

    2- Também tentou censurar o Google, Yahoo! e Bing, movendo um processo para retirada de links relacionados ao uso de drogas e ao desvio de verbas da saúde.

    3- Mandou demitir um diretor da Globo de Minas Gerais após três reportagens que o desagradaram.

    4- Não gosta de ser investigado: em 10 anos ele e seu sucessor Anastasia só permitiram 3 CPIs em Minas Gerais. Mais de 70 foram barradas.

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/03/1425228-justica-nega-pedido-de-aecio-para-bloquear-buscas-na-internet.shtml

    http://www.midiaindependente.org/pt/red/2003/09/262572.shtml

    CORRUPÇÃO QUANDO FOI GOVERNADOR DE MINAS GERAIS

    5- Foi processado por desviar R$ 4,3 bilhões da saúde.

    6- Construiu 5 aeroportos em cidades com menos de 25 mil habitantes no entorno de sua fazenda.

    7- Um dos aeroportos custou R$ 14 milhões e fica na fazenda de seu tio.

    8- Pagou R$ 56 mil reais ao ex-ministro do STF Ayres Britto para arquivar a investigação de ilegalidade no aeroporto na fazenda de seu tio.

    9- Quando governador, desapropriou um terreno de seu tio-avô no valor de R$ 1 milhão e fez o Estado pagar a ele uma indenização superfaturada de R$ 20 milhões.

    http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/05/aecio-neves-sera-julgado-por-desvio-de-r43-bilhoes-da-saude-2.html

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/07/1488587-governo-de-minas-fez-aeroporto-em-terreno-de-tio-de-aecio.shtml

    http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/governo-de-aecio-fez-aeroporto-particular-de-r-14-milhoes

    http://noticias.r7.com/minas-gerais/governo-de-minas-pode-pagar-r-34-milhoes-por-terreno-de-tio-avo-de-aecio-26072014

    INFRINGINDO A LEI

    10- Apesar de declarar apenas R$ 100 mil em bens, sua rádio tem uma frota de carros de luxo e de passeio no valor de mais de 1 milhão e reais. Quem passeia nesses carros?

    11- Foi pego pela polícia dirigindo o carro de sua rádio, um Land Rover no valor de R$ 192.000,00. O pior: estava embriagado e se recusou a fazer o teste do bafômetro.

    12- Troca de favores ou compra de votos? Quando governador contratou 98 mil servidores públicos sem concurso e de maneira ilegal.

    13- Nepotismo? Com apenas 25 anos foi nomeado diretor da Caixa Econômica Federal por seu primo, o então Ministro da Fazenda Francisco Oswaldo Neves Dornelles.

    http://www.viomundo.com.br/politica/a-estranha-frota-de-luxo-da-radio-de-aecio-neves.html

    http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2011/04/aecio-neves-tem-habilitacao-apreendida-em-blitz-da-lei-seca-no-rio.html

    http://noticias.r7.com/minas-gerais/stf-determina-dispensa-de-98-mil-servidores-da-educacao-em-minas-efetivados-sem-concurso-26032014

    13 motivos não são suficienteS? Então vem mais 15 por aí!

    EDUCAÇÃO E SAÚDE

    14- Durante seu governo, Minas Gerais passou a pagar o piso salarial mais baixo do Brasil a professores.

    15- Aliás, tal piso era mais baixo que o permitido pela lei do piso salarial de professores, e portanto, ilegal.

    16- Diminuiu o salário-base dos médicos em Minas para apenas R$ 1.050,00 -o segundo mais baixo do Brasil.

    17- Quando governador de MG, pagou com dinheiro do Estado uma dívida da Rede Globo de US$ 269 milhões referente à compra da Light.

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/professores-de-minas-publicam-contracheques-para-provar-que-estado-e-psdb.html

    http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/o_governo_mineiro_e_a_globo

    http://tijolaco.com.br/blog/?p=19821

    ECONOMIA

    18- Em 2013 quando Dilma anunciou redução de 20% na conta de luz, os tucanos de Minas se posicionaram contra. Pediram um aumento de 30%. Em vez de a conta abaixar, subiu 14,76% (que foi o que a Aneel aprovou).

    19- Ele e seu sucessor fizeram a dívida de Minas crescer 127% em 11 anos.

    http://www.pautandominas.com.br/en/May2013/minas_gerais/494/CEMIG-aumenta-conta-de-luz-e-tenta-jogar-a-culpa-no-governo-federal.htm

    http://www.blogdojoseprata.com.br/detalhe-noticia/minas-dos-tucanos-inseguranca-reajuste-da-luz-baixo-crescimento-lei-1002007-endividamento-origem-do-mensalao-

    MENSALÃO E PROTEGIDO DA IMPRENSA

    20- Tem um dos réus do mensalão tucano como assessor. O publicitádio Eduardo Guedes, acusado de desviar R$ 3,5 milhões para a empresa de Marcos Valério.

    21- Tem em seu palanque em Minas o maior réu e mentor do mensalão tucano, seu antecessor no governo de MG, Eduardo Azeredo.

    22- Seu primo, Rogério Lanza Tolentino, era braço direito de Marcos Valério e foi condenado por lavagem de dinheiro em MG.

    23- Seu outro primo, Tancredo Aladin Rocha Tolentino, foi preso por vender sentenças judiciais. A Globo se calou.

    24- Por falar em sentença, conseguiu um mandado de busca e apreensão para que a polícia invadisse o apartamento de uma jornalista. Computador, hd externo, cds e celular foram apreendidos.

    http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/assessor-de-confianca-de-aecio-e-reu-do-mensalao-mineiro

    http://tvuol.uol.com.br/video/eduardo-azeredo-participara-como-quiser-da-campanha-diz-aecio-neves-128-04020C183864D0815326

    http://www.revistaforum.com.br/blog/2014/06/jornalista-tem-casa-invadida-pela-policia-rj-por-acao-de-aecioneves/

    http://www.conjur.com.br/2012-fev-09/desembargador-mineiro-cobrava-180-mil-liminar-denuncia-mpf

    SENADOR EXEMPLAR?

    25- Nos quatro anos como senador, apresentou menos projetos que o deputado Tiririca.

    26- Gastou 63% do dinheiro com passagens de avião pagas pelo senado com viagens para o Rio de Janeiro. Apenas 27% das viagens foram para MG, estado que o elegeu senador.

    27- Aliás, torrou 589 mil reais em passagens de avião para o Rio em pouco mais de 3 anos e meio como senador.

    http://entretenimento.r7.com/blogs/sem-censura/2014/08/20/rapidinho-tiririca-e-considerado-melhor-candidato-comparado-a-aecio-neves/

    http://politica.estadao.com.br/noticias/eleicoes,senador-usa-mais-verba-para-ir-ao-rio-que-a-bh-imp-,1012625

    28- Segundo o respeitadíssimo jornalista Juca Kfouri, Aécio Neves bateu em sua ex-mulher, em público, numa festa num hotel no Rio de Janeiro. Apesar de tentar censurar a matéria Aécio perdeu na justiça, que não a considerou caluniosa.

    http://blogdojuca.uol.com.br/2009/11/covardia-de-aecio-neves/
    Justiça nega pedido de Aécio Neves para bloquear buscas na internet
    www1.folha.uol.com.br
    Fim da conversa no bate-papo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s